A inveja é uma admiração equivocada. Caminhamos procurando fragmentos nossos em outras pessoas. E então observamos as conquistas dos outros e sentimos coisas negativas, que vem da comparação.
Se fulano conseguiu, porque eu não consigo?

Passamos a alimentar sentimentos ruins, desejos ruins, que fazem mal a nossa alma. Criam bloqueios em nosso caminho e para algumas pessoas transforma-se em uma bola de neve: O desejo escondido (ou não) de que o outro se dê mal, apenas para que você não se sinta tão mal ou inferior.

Como lidar com esse sentimento, que pode assomar a todos em diferentes níveis?
O primeiro passo é assumir que esse sentimento existe em você. Sem fugas, sem rodeio. Não existe inveja “branca”. Qualquer tipo de observação sobre a vida do outro que ressoe em você negativamente, é um desequilíbrio. Até mesmo o que chamamos de admiração: admire, reverencie e desconecte-se da pessoa ou fato que admirou. Se ficar ali muito tempo, contemplando demais até que sua mente inicie as comparações, trazendo sentimentos de tristeza e inadequação, já proporciona desequilíbrio energético.

O segundo passo é iniciar a limpeza desses sentimentos. Seja paciente consigo mesmo. Por muito tempo você caminhou no botão automático, portanto precisará de prática para instaurar o novo hábito.

Toda vez que sentir inveja de alguém, repita várias vezes:
“Eu reverencio essa pessoa e o que ela tem de bom.”
E você pode ser mais específico, pois isso ajuda:
Vamos supor que você admira o corpo de uma pessoa:
“Eu reverencio essa pessoa e seu belo corpo”
Ou a casa:
“Eu reverencio essa pessoa e sua bela casa”
Ou uma virtude:
“Eu reverencio fulano e sua simpatia”
“Eu reverencio fulana e seu sucesso”
E assim por diante…

E quando é você o alvo desse “presentinho” que é a energia enviada de inveja?
Faça a seguinte oração:
São Bento, que em vida reencontrou o caminho até a Fonte, abençoa a minha jornada. Assim como fizeste, eu abençoo o cálice envenenado e ele, então, se purifica. Que minha mente receba o download dos seus ensinamentos vividos e escritos. Minha alma encontra a oração, o silêncio, o trabalho, o recolhimento, a caridade fraterna e a obediência as Leis Universais.
Jesus Cristo de Nazaré, sua santidade invade meu ser. Eu sou um com Deus agora e toda energia nociva se dissipa nessa enorme luz.
Nenhum mal fica diante de mim e de minha família, pois essa luz predomina. A mansidão do amor se faz compreender em meu coração. Cada célula minha vibra amor incondicional.
Se fecha agora toda porta por onde o mal antes entrava. Nada de mal pode ultrapassar a proteção da luz e do amor.
Amado anjo da guarda, afaste da minha mente pensamentos insanos. Me ajude a conectar só com sentimentos bons.
Decreto agora o fim da inveja, em todas as direções. Amém.

Terceiro passo: amar a si mesmo. Exercite todos os dias ter carinho por si mesmo, fazendo elogios por cada progresso e sendo paciente com cada aprendizado que ainda está desenvolvendo.

E lembre-se de orar diariamente, pedindo aos anjos que iluminem sua mente e coração, para que possa captar os sinais e oportunidade de melhora em sua vida.

Bom exercício!